https://www.bensculturais.com/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/959143Cabecalho10.jpglink
https://www.bensculturais.com/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/937150Cabecalho1.jpglink
https://www.bensculturais.com/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/501694Cabecalho12.jpglink

INVENIRE: Revista de Bens Culturais da Igreja

Nº 13 já disponível Investigação, Obras em destaque, Portfolio, Perfil, Projectos, Recensões, Livros

Inventário Online

Motor de busca para pesquisa conjunta dos inventários de Bens Culturais da Igreja disponíveis online, com sistema In Web.

Portal Cesareia

CESAREIA: conheça o portal e catálogo colectivo das bibliotecas eclesiais portuguesas, informação sobre as bibliotecas aderentes, horários, condições de acesso e notícias.   .

Como Visitar uma Igreja, 2ª edição
 como visitar igreja seia
II ACÇÃO DE FORMAÇÃO PARA GUIAS E AGENTES DE TURISMO

4 Maio 2012 | Escola Superior de Turismo e Hotelaria / Instituto Politécnico da Guarda, Seia


Considerando a crescente importância do património religioso, como fonte insubstituível de fruição cultural e um dos principais recursos turísticos em todo o mundo, a ausência de uma estratégia de actuação neste sector tem motivado, desde logo a partir da Santa Sé, diversas recomendações no sentido de ser promovida a formação especializada de guias turísticos e de todos quantos conduzem visitas em templos católicos.
Tendo em vista a implementação de iniciativas concretas, que potenciem ainda a sua utilização educativa e pastoral, terá lugar na Escola Superior de Turismo e Hotelaria/IPG, no próximo dia 4 de Maio de 2012, a II Acção de Formação para Guias e Agentes de Turismo, dedicada ao tema “Como Visitar uma Igreja”. Iniciativa organizada pelo Secretariado Nacional para os Bens Culturais da Igreja em parceria com a Escola Superior de Turismo e Hotelaria, pretende explorar a especificidade das igrejas afectas ao culto, contextualizadas num mais vasto programa de interpretação, capaz de contrariar as frequentes leituras superficiais, como factor valorativo e enriquecedor da visita.
Considerando a sacralidade do lugar e a sua função primordial, tem por base o significado original das diversas expressões artísticas presentes, com destaque para o potencial do seu acervo patrimonial, manifestações vivas de fé ao serviço da evangelização, integradas no âmbito litúrgico para o qual foram concebidas.
Compreender o culto, saber ler o espaço e deixar-se interpelar pela beleza da Arte Cristã, descobrindo a mensagem intrínseca em cada monumento e nas suas obras, são algumas das abordagens a desenvolver pelos diversos especialistas convidados a participar.

PROGRAMA

09h30 Acolhimento
 
10h00    Abertura
 
10h15    Introdução
Turismo religioso em Portugal: factos, constrangimentos e perspectivas, Varico Pereira
A importância da visita integrada, como factor valorativo e contextualizante, Isa Dora Lopes

11h15
Pausa
 
11h30    Compreender o culto
A arte de celebrar: conhecer os actos e decifrar os símbolos, Cón. Luís Manuel Pereira da Silva
 
12h15    Conhecer o espaço
Leitura e compreensão de um templo católico: lugares de culto e espaços-chave, Octávio Carmo
 
13h00 Almoço livre
 
14h30    Entender os objectos
Instrumentos vivos ao serviço da fé: a função das obras e alfaias litúrgicas, Artur Goulart
 
15h15    Interpretar as Imagens
Do esplendor da arte à manifestação da fé: experienciar e saber comunicar, Vitor Teixeira
 
16h00 Pausa
 
16h15    Transmitir a História
As circunstâncias histórico-artísticas no processo de reconhecimento e valorização, Nuno Resende
 
17h00    Saber guiar
Do acolhimento ao percurso: locais elegíveis, circuitos aconselháveis e factores de atractividade, Maria de Fátima Eusébio
 
17h45    Encerramento


INSCRIÇÕES

LIMITADAS Á CAPACIDADE DA SALA.
.
Formulário de Inscrição
1. Preencha e submeta o formulário
2. Aguarde o processamento e confirmação da sua inscrição por email
3. Proceda ao pagamento de acordo com as informações fornecidas
 

© Copyright 2012, Secretariado Nacional para os Bens Culturais da Igreja. Todos os direitos reservados